Main menu
IFAC certifica turmas do Pronatec em comunidades de Sena Madureira

IFAC certifica turmas do Pronatec em comunidades de Sena Madureira

O Instituto Federal do Acre (IFAC) certificou 34 alunos em dois cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) ofertados através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) em duas comunidades rurais de Sena Madureira. As certificações ocorreram nos dias 05 e 06 de novembro.

A primeira turma a ser certificada foi a de Bovinocultor de Leite com 17 alunos. O curso foi ofertado a comunidade Favo de Mel, localizada no quilômetro 23 da BR-364, sentido Sena – Rio Branco. A cerimônia de certificação ocorreu na escola municipal Leonice Fernandes de Almeida Bregense, onde os alunos tiveram as aulas.

Na sexta-feira, 06, foi a vez dos 17 alunos da comunidade Boca do Iaco, onde foi ofertado o curso de Criador de Peixes em Viveiros Escavados. A cerimônia ocorreu na escola municipal José Manoel dos Santos, localizada na região de fronteira entre os municípios de Sena Madureira (AC) e Boca do Acre (AM).

As cerimônias contaram com a presença da coordenadora geral do Pronatec/IFAC, Alcilene Alves, do coordenador adjunto na regional Vale do Purus, Cleudo Farias e do prefeito do município, Mano Rufino.

A coordenadora do programa aproveitou as duas ocasiões para incentivar os alunos a aplicar os conhecimentos adquiridos nos cursos. “Nós ofertamos cursos de acordo com a realidade e necessidade de cada comunidade. Justamente por isso esperamos que esses cursos mude a realidade dessas pessoas. Ficamos muito felizes quando nos deparamos com o exemplo da comunidade da Resex Cazumbá-Iracema. Os alunos de lá concluíram o curso de Açaicultor e usaram o conhecimento adquirido para criar a agroindústria de beneficiamento de açaí. A iniciativa acabou em terceiro lugar no Prêmio Pronatec Empreendedor. Queremos mais dessas transformações nas comunidades por onde passamos e ainda vamos passar”, completou Alcilene Alves.

Segundo a coordenadora, a expectativa para 2016 é de que mais cursos sejam ofertados e ressaltou a importância de continuar com a parceria do município. A prefeitura custeou o transporte dos professores e para a comunidade Boca do Iaco também garantiu a estadia deles. A região é de difícil acesso, só chega depois de viajar uma hora de barco a motor pelos rios Iaco e Purus e por isso os professores precisavam passar o fim de semana na comunidade.

voltar ao topo

Facebook